Emoções e conquistas marcam últimas provas da Gymnasiade 2023

Foto: Mayna Nascimento/CBDE

Nem as chuvas que marcaram presença no Rio de Janeiro, no último dia da Gymnasiade, o Campeonato Mundial do Desporto Escolar, esfriam os ânimos dos estudantes-atletas que suaram para conquistar mais sete medalhas, na última etapa, e garantir o título para o Brasil no boxe, com 37 medalhas: oito ouros, 14 pratas e 15 bronze.

Após cinco dias de combates intensos, na Arena Carioca 2, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, os brasileiros fizeram valer o fator casa e garantiram a primeira colocação. Um dos destaque do último dia foi o título de Davi de Souza, morador do morro da providencia, comunidade do Rio de Janeiro.

Foto: Mayna Nascimento/CBDE

“Mais um favelado venceu” foi o que disse emocionado, o Davi de Souza, de 15 anos, que revelou que sonha em continuar se destacando no esporte e assim poder comprar uma casa para a mãe.

“Muita gente duvidou que eu conseguiria estar aqui e eu agora volto para casa com essa medalha, estou muito feliz. Queria muito que minha mãe estivesse aqui, não aconteceu, mas, mesmo assim eu vou dar muito orgulho para ela. Eu treino muito e tenho certeza que o pessoal do meu projeto também está feliz”, comentou Davi, campeão da categoria até 52 quilos.

Foto: Mayna Nascimento/CBDE

Foto: Mayna Nascimento/CBDE

Tênis de Mesa
No tênis de mesa, a China dominou a modalidade faturando a medalha de ouro, prata e bronze, nas categorias masculino e feminino, respectivamente. Já por equipes, a China também venceu na categoria feminina e no masculino. O Brasil conquistou a medalha de bronze na categoria masculino.

Orientação
Na modalidade Orientação, categoria feminina competição de meia distância a medalha de ouro ficou com a Nova Zelândia, a prata com a Itália e o bronze com a Nova Zelândia. Na categoria masculino meia distância, o ouro foi para a equipe da Itália. A prata para Nova Zelândia e o bronze para Nova Zelândia.
Na categoria corrida de distância, o ouro ficou com a Nova Zelândia, a prata com a Itália e o bronze Nova Zelândia. Na categoria corrida de distância feminina, o ouro foi para a Itália, a prata para Nova Zelândia e o bronze para Itália.

Badminton

Foto: Guilherme Taboada/CBDE

Na modalidade de badminton, a China faturou o ouro na categoria individual masculina e feminina e, nas duplas masculino e feminino, e nas duplas mistas. Também faturou a medalha de prata nas categorias de duplas masculina e feminina. O Brasil ficou com a medalha de prata na categoria individual masculina e feminina e, nas duplas masculino e feminino levou o bronze. A Romênia levou o bronze na categoria feminina individual e e duplas femininas.

 

Tiro com Arco
O Brasil conquistou sete medalhas no Tiro com Arco, sendo quatro de ouro, duas de prata e uma de bronze.
O Brasil faturou a medalha de ouro na categoria masculino misto recurvo, ouro no masculino composto e no feminino composto e no masculino recurvo.

As duas medalhas de pratas foram conquistadas nas categorias feminino recurvo e uma bronze na categoria masculino recurvo. Resultados completo neste link.

Foto: Luiz Neto/CBDE

Por: Diego Lopes/ Mariana de Sá/Reinaldo Cisterna/ Givaldo Batista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *