CBDE promove ‘Dia Cultural’ para estudantes-atletas no Beto Carrero

Por: Jesus Filho

Dia Cultural para os estudantes-atletas que participam do Brasileiro Escolar de Futsal. Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Participar das competições realizadas pela CBDE no Brasil é muito mais do que disputar uma medalha. Ter a chance de viver uma atmosfera única onde se divertir é o principal objetivo, vem sendo o desejo de estudantes-atletas de todo país que têm a chance de estarem nos nossos eventos esportivos.

Durante o Brasileiro Escolar de Futsal, promovido em Balneário Camboriú, as delegações deram uma pausa nas confrontos para conhecerem o parque temático do Beto Carrero. E já que a ordem era aproveitar o dia, as escolas representadas pelos estudantes-atletas não se importaram com as longas filas e viveram um dia pra lá de especial. 

Dia Cultural para os estudantes-atletas que participam do Brasileiro Escolar de Futsal. Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Aos 16 anos, a estudante Amazonense Cláudia Silva expressou em poucas palavras o que viveu neste dia cultural que ela promete jamais esquecer. “Graças a CBDE estou realizando o sonho de estar aqui. Nunca imaginei. Estou feliz e realizada não só por conhecer a cidade de Balneário Camboriú, como também por estar no Beto Carrero”, disse. 

Presidente da Federação Cearense do Desporto Escolar, Átila Bessa falou com alegria sobre mais uma competição realizada pela confederação no Brasil. Segundo o dirigente conhecido pelo seu bom humor, a parte pedagógica é fundamental para que os estudantes possam ter uma formação que lhes permita ampliar os horizontes e continuar sonhando com um futuro melhor. 

Dia Cultural para os estudantes-atletas que participam do Brasileiro Escolar de Futsal. Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Entre os brinquedos mais desejados durante o passeio pelo Beto Carrero, a “Big Tower” foi o ponto de encontro da galera que fez questão de encarar os 100 metros de altura em queda livre sem o menor medo. Estudante-atleta do Pará, Gabriel Santos foi um dos corajosos que brincaram no “elevador”. “Foi muito massa! Quero ir de novo”, revelou. 

O Dia Cultural terminou com sorriso no rosto, muita alegria e a satisfação de ter participado de um momento único que só o esporte escolar é capaz de traduzir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *